Um problema a menos

Ontem tivemos mais um dia de queda na bolsa brasileira, o IBOV fechou com 118.227 e o dólar a 4,71.

No exterior, o dia foi um pouco mais tenso, já havia a preocupação de como seria a divulgação da Ata da reunião do FED, e logo quando foi divulgada as expectativas se confirmaram e os dirigentes realmente pretendem aumentar essa taxa de juros no mercado americano. E por que tanta preocupação com as taxas de juros americanas? A situação é que os Estados Unidos funcionam como a locomotiva do mundo. Se os juros americanos forem elevados a um patamar que leve a desaceleração do consumo e consequentemente uma recessão, irá afetar o mundo inteiro de forma negativa, prejudicando a economia global como um todo.

Notícia importante e positiva foi divulgada na noite de ontem, o Ministério de Minas e Energia divulgou que definiu a bandeira tarifária verde, com tarifas mais baratas ao consumidor.
O sistema de bandeiras tarifárias funciona conforme a capacidade de geração de energia do país. Essa mudança de bandeira tarifária, aliada a diminuição do dólar devem colaborar para diminuição da inflação brasileira.

Sobre as commodities, finalmente ontem tivemos a definição sobre os indicados a assumir o comando da Petrobras, José Mauro Coelho será indicado para a presidência e Marcio Andrade Weber será o novo presidente do Conselho de Administração. O mercado enxergou como uma solução técnica para o comando e deve tirar peso sobre as ações.

Em relação ao capital estrangeiro, tivemos a informação de uma saída de capital estrangeiro ao se considerar os dados de segunda-feira. Foi um volume baixo em relação ao que vem chegando, o fluxo de abril está positivo em 578 milhões e o fluxo no ano em 76 bilhões, já considerando o desconto dos empréstimos que a B3 havia contabilizado de forma equivocada.

Notícia sobre novas sanções à Rússia, Biden proibiu dois principais bancos privados de fazerem negociações com os Estados Unidos. Petróleo e gás seguem fora das sanções.

As bolsas da Ásia, seguem em queda influenciadas pela preocupação com as taxas de juros dos Estados Unidos. Japão caiu 1,69%, Hong Kong 1,23%, Coreia do Sul 1,43% e a China 1,42%.

Atenção hoje para o mercado reagindo à definição da bandeira verde e como irão refletir no DI e a expectativa de frear a inflação e as taxas de juros.

Santa casa faz milagre?

Ontem saiu uma notícia do primeiro caso da variante da Omicron, denominada XE aqui no Brasil.

O petróleo Brent, caiu bastante no dia de ontem, chegando com mínima de 98,40, mas não chegou a fechar abaixo de 100 dólares e está sendo negociado a 100,25.

ANÁLISES COM ALEXANDRE CABRAL

Considerando os quatro primeiros pregões de abril, nós tivemos na bolsa brasileira uma entrada de 726.821.000,00 de moeda estrangeira.
O que não é um número ruim, mas sendo comparado com os quatro primeiros pregões dos primeiros meses do ano, janeiro, fevereiro e março, esse é o mês com a menor entrada de uma sequência. A dúvida é “será que o fluxo parou?” ainda não dá pra afirmar. Mas existe outra variável, tivemos ontem o maior leilão do ano e, analisando o papel que é o preferido dos estrangeiros, foi o segundo menos negociado do ano. Então pode ser que a tendência de valorização acelerada do real parou. Dessa forma teremos um doar lateralizado.

Uma situação que vem acontecendo no mercado americano, é que, os números de desempregados solicitando o seguro desemprego americano atingiu o menor patamar histórico dos EUA. Em três semanas consecutivas esses números foram os menores da série histórica. Podemos concluir que os Estados Unidos está caminhando para o pleno emprego. Esse fato acaba forçando a inflação devido a uma falta de oferta do outro lado. Por isso a perspectiva de um aumento da taxa de juros.

IBOV ontem conseguiu quebrar uma sequência de queda, o mercado gostou da indicação para o conselho da Petrobras. A indicação foi considerada como uma indicação técnica e as ações da Petrobras subiram, PETR4 ON 5% PETR4 PN 5,19%.

VALE acabou subindo também, mesmo com o minério caindo em Singapura, o que ajudou na performance do IBOV.

O Banco do Brasil também teve destaque, noticiou uma nova linha de crédito para caminhoneiros fazerem antecipação de frete, o que foi positivo para o Banco do Brasil. Teve também uma notícia do BB seguridade, anunciando um acordo com os correios para distribuir título de capitalização popular. Duas notícias que ajudaram a puxar as ações do Banco do Brasil.

No exterior o mercado começou ruim, mas virou e acabou fechando no positivo e na semana que vem começamos a temporada publicação de balanços do primeiro trimestre de 2022 e normalmente os bancos puxam a fila.

O dólar à vista subiu pelo segundo dia consecutivo, alguns dizem que pode ser um repique para voltar a cair.

Na agenda de hoje, o principal item é o IPCA que sai hoje às 9 horas e já é esperado uma aceleração em relação ao anterior que foi de 1,01% e o esperado pelo mercado é de 1,3%.

Tivemos também a notícia da bandeira verde na energia, porém falando em projeções para o IPCA anual, não fará uma grande diferença, pois já estava sendo considerado na análise dos principais analistas.

Pero que si, Pero que no

E ontem o mercado se mostrou bastante nervoso com essa aversão a risco, com a pressão dos juros e expectativa de inflação. Os principais índices americanos já fecharam em queda S&P 1,69 Nasdaq 2,35, já na expectativa de uma alta muito grande de inflação e taxa de juros.
Principalmente com os reflexos da guerra em combustível, alimentação, energia e aluguéis.

No conflito da guerra na Ucrânia ainda não se vê acordo, ou um cessar fogo, Putin se mostra cada vez mais determinado em intensificar seus ataques e conseguir seus objetivos.

Na agenda de hoje temos a divulgação da CPI, para medir a inflação ao consumidor, logo após temos teremos mais 3 dirigentes do FED se pronunciando.

A OPEP vem sinalizando que se houver sanções envolvendo o petróleo Russo, será um dos maiores choques de oferta do petróleo de todos os tempos e ela será incapaz de suprir, isso já deve pressionar os preços do petróleo a subir novamente.

Ontem o Banco Inter divulgou a sua prévia operacional do primeiro 3T de 2022, e o banco chegou a 18,6 milhões de clientes, um crescimento anual de 82%. A originação do crédito 4,5 bilhões de reais, mais de 20% de alta em relação ao ano de 2021 e 14 bilhões transacionados em cartões, 86% de alta na comparação anual. Ótimos números de crescimento e também anunciou um acordo operacional com o Banco Mercantil para comprar até 2 bilhões de reais em carteiras do Mercantil.

No setor elétrico, tivemos no final do dia a Copel que antecipou o início das operações no complexo eólico de Jandaíra no Rio Grande do Norte. O que deve projetar um lucro bem interessante para a companhia.

Tivemos ontem uma matéria no Valor Econômico sobre dividendos da PETRO e Vale, mostrando que as duas companhias foram as que mais pagaram dividendos no ano de 2021. As duas somadas pagam mais dividendos que todas as outras empresas da bolsa somadas. Importante ressaltar que ambas as empresas são empresas cíclicas, e se aproveitaram de um bom ciclo de commodities, e de um dólar mais alto nos últimos tempos, o que veio a gerar bastante caixa e lucros interessantes.

Na Ásia, os principais índices refletiram a tensão do mercado, Japão caiu 1,8%, Coreia caiu 1%, a China foi a única que teve uma recuperação pelo fato de estar fazendo uma operação para aliviar o lockdown.

Na Europa, os principais índices operam próximo da estabilidade, porém a Alemanha teve um dia ruim após um grande investidor vendeu duas grandes posições em bancos alemães.

No Brasil, ontem tivemos um evento da Arko Advice e o Roberto Campos Neto participou e começou a mudar o discurso, dizendo que mesmo com esse cenário favorável, com petróleo abaixo de 100 dólares, o brent caindo 4%, chegando a 98,48, o WTI caindo também 4%, o banco central estará disposto a se movimentar. E ele não se manifestou em relação a um aumento na previsão da Taxa Selic, acima do que já é previsto para a reunião de maio.

Na sexta-feira com o Alexandre Cabral, nós comentamos sobre as projeções, nós destacamos um aumento de 1% para reunião de maio e 0,25% para a reunião de junho, o que levaria nossa taxa de juros a 13%, o que mudou é que as estimativas aceleraram e temos uma aposta de 60% de que o aumento de junho será de 0,75%. Nesse cenário, de acordo com os analistas, já é factível o patamar de 14%. Uma taxa de juros que deve impactar bastante o mercado.

Por outro lado, o dólar reagiu bem a isso. Como havíamos comentado sobre o câmbio, essa movimentação da Selic em conformidade com a taxa de juros americana estipulada pelo FED tende a valorizar o real frente ao dólar. E ontem o dólar futuro caiu 0,2% fechando a 4,71.

Nas últimas semanas, estivemos acompanhando o fluxo de capital estrangeiro na bolsa brasileira, destacamos que o fluxo vem diminuindo, porém ainda com saldo positivo. Mas ontem com os dados do dia 8 de abril onde tivemos uma retirada de 1,21 bilhões de reais. Isso joga o saldo de abril para o negativo em 500 milhões, vamos aguardar para saber se será uma inversão na tendência e se realmente a festa acabou.

NOVA SALA

Sala Virtual de Mercados Alternativos

20h às 22h

Toda Segunda, Terça e Quarta

Desbloqueie Seu Potencial de Trading

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao clicar em ¨Aceitar¨ você concorda com o uso dos cookies, termos e políticas do site.